Morre uma das 19 vítimas de acidente com garis na BR-020 no Distrito Federal

18/02/2019

Um acidente com ônibus na BR-020, rodovia que liga o DF à Bahia, deixou 18 garis feridos, na tarde deste domingo (17/2), e provocou uma morte. O coletivo da empresa Cootran onde eles estavam tombou na margem da estrada, no sentido Plano Piloto–Planaltina, mais precisamente na alça de acesso ao Morro da Capelinha.

 

Crisangela da Cruz Silva, 41 anos, teve um ferimento no olho e chegou a ser submetida a uma cirurgia no Hospital Regional de Planaltina, mas não resistiu. Acabou falecendo durante o procedimento, segundo informou a assessoria da Sustentare, empresa à qual as vítimas são vinculadas. Pelas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Urbana (Sindlurb) lamentou a morte.

 

 

 

Além do motorista, havia 22 passageiros no ônibus – funcionários da Sustentare, empresa contratada pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Eles embarcaram no veículo rumo a Planaltina após o plantão, segundo a assessoria de imprensa da empresa. O acidente ocorreu por volta das 13h.

 

 

Dos 19 feridos, 16 foram levados a hospitais e liberados. Por volta das 21h, a Sustentare disse que tiveram alta os outros dois colaboradores que chegaram a ser hospitalizados.

 

A Secretaria de Saúde informou que duas vítimas ficaram em estado grave e foram encaminhadas à unidade de Planaltina. A pasta confirmou um óbito, mas não deu informações sobre o estado de saúde dos demais pacientes.

 

Em nota, a Sustentare lamentou o ocorrido e pontuou que “está prestando toda a assistência aos funcionários envolvidos no acidente.” Disse ainda que as causas da tragédia serão investigadas.

 

Segundo a superintendente regional da empresa terceirizada, Rejane Costa, chovia no momento em que um caminhão teria fechado o ônibus. Para desviar, o condutor do coletivo passou para a faixa da direita, mas saiu da pista, tombando no canteiro central.

 

Rejane disse que o veículo está regular. “A avaliação do Corpo de Bombeiros é de que o ônibus estava dentro da velocidade permitida. Os pneus se encontram em perfeito estado. Foram trocados em dezembro de 2018. A mecânica, elétrica e cintos estão em conformidade com as normas”, afirmou. 

 

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) atendeu a ocorrência às 12h49, com nove viaturas, uma aeronave e 34 profissionais. A corporação transportou 14 vítimas. Cinco pessoas, entretanto, não quiseram ser levadas para hospitais.

 

As queixas principais de todas as vítimas eram dor nas costas e tonturas. Elas estavam conscientes, orientadas e estáveis, segundo o CBMDF. Aos bombeiros, o motorista do ônibus, José Hamildo de Souza Gomes, 51, afirmou que perdeu o controle por conta da forte chuva.

 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor do veículo freou bruscamente próximo a um radar eletrônico e, como a pista estava escorregadia, acabou tombando. O acidente provocou retenção na área.

 

A 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina) investiga o caso. Na ocorrência, consta que a PCDF soube do acidente pela PRF. “Segundo informações passadas pela Polícia Rodoviária Federal e que foram colhidas no local, o ônibus teria sido fechado e, para desviar do veículo que o fechou, acabou tombando na via”, assinalou a corporação.

 Fonte: Metropolis.com.br


Compartilhe