Falta de pagamento a funcionários de limpeza pode interferir em serviços no HGE

18/04/2019

Funcionários da empresa Creta, terceirizada responsável por prestação de serviços em hospitais da rede pública de saúde da Bahia, como o Hospital Geral do Estado (HGE) e Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), alegam falta de pagamento dos vencimentos, se dizem lesados e o serviço nas unidades pode sofrer interferências caso a situação não seja resolvida.

 

Ao Bahia Notícias, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) afirmou que está “envidando esforços junto à empresa cumpra com as obrigações trabalhistas e contratuais”. A pasta garantiu ainda que os pagamentos foram feitos de maneira “regular e consecutiva” a empresa Creta. Por fim, a Sesab assegurou que a companhia foi notificada e um processo administrativo foi aberto.

 

A empresa Creta está sediada em Lauro de Freitas e presta serviços de jardinagem e limpeza. O Bahia Notícias tentou contato com a companhia, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno. A Secretaria de Saúde da Bahia afirmou que a empresa “está sujeita as penalidades da lei”. 

 

Funcionários da empresa, que pediram para que as identidades fossem mantidas em sigilo, que prestam serviços nos dois hospitais em questão afirmaram que já procuraram a administração da Creta e fizeram cobranças sobre os salários atrasados. Segundo eles, a empresa teria pedido paciência, mas não estabeleceu prazo para a regularização dos pagamentos.

 

Fonte: Bahia Notícias


Compartilhe