FEEAC-RS realiza encontro para apresentar dados e criar estratégias para a Campanha Salarial 2020

31/08/2019

Nos dias 30 e 31 de agosto acontece na cidade de Caxias do Sul  o Encontro da FEEAC - Federação dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio Grande do Sul.

 

O encontro reúne todas as entidades representantes de trabalhadores em asseio e conservação, limpeza urbana e áreas verdes do estado, cerca de 70 mil.

 

A abertura foi feita pela presidente da FEEAC, o sr. Dirceu de Quadros Saraiva que agradeceu a presença de todos os dirigentes, que saíram de suas bases para adquirir mais conhecimento para enfrentar os dilemas da atualidade. E dando início aos trabalhos ele convidou Moacyr Pereira presidente da CONASCON - Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação, Limpeza Urbana e Áreas verdes para proferir sua palestra.

 

O presidente da Confederação fez um resgate histórico das relações sindicais no período que compreendia a ditadura militar e a fase de redemocratização no Brasil. Ele também trouxe sua experiência internacional e as perspectivas para o movimento sindical internacional. “Estamos vivendo um processo que já acontece há muitos anos lá fora. Os governos neoliberais e de extrema direita estão tentando enfraquecer o movimento sindical e diminuindo direitos trabalhistas. Aqui no Brasil o governo federal já está elaborando a nova reforma trabalhista e o próximo golpe será a extinção da unicidade sindical, precisamos nos preparar”, afirmou Moacyr Pereira.

 

O professor Roberto Nolasco assessor de economia da UGT - União Geral dos Trabalhadores falou da Revolução 4.0 e das perspectivas para o mercado de trabalho nos próximos anos. Para o economista o Brasil não investiu na indústria e se tornou uma grande economia de serviços, cerca de 70% do PIB brasileiro é produzido pelo setor. Sobre  política sindical ele fez um alerta: “Não se fala com o presidente e sim com o Congresso Nacional. É lá que devemos ampliar e intensificar o trabalho de relacionamento, precisamos fazer lobby e influenciar aqueles fazem as leis”, afirmou o professor.

 

No segundo dia de atividades serão discutidos dados referentes ao cenário do Rio Grande do Sul. A exposição será feita pelo IPLAN - Assessoria da FEEAC e serão explorados os números da realidade local e os impactos das mudanças sociais, demográficas e econômicas no setor. Segundo Henrique Silva, presidente do Sindlimp Caxias do Sul esse debate é fundamental para desenvolver as estratégias de atuação sindical para o próximo ano, ter uma visão de desenvolvimento da sociedade e mais especificamente do estado do Rio Grande do Sul nos coloca numa posição de vanguarda nesse cenário, que tende ser cada vez mais difícil.

 

Ao final do encontro será realizada a eleição para o novo quadro diretivo da FEEAC e serão iniciados os trabalhos da campanha salarial 2020.


Galeria de imagens



Compartilhe